domingo, abril 06, 2008

Pelo mundo...


Assim, tudo bem que pelo que a matéria diz, os bebês de presos políticos eram entregues a simpatizantes da ditura argentina, mas não entendi pq qualificar os pais adotivos como seqüestradores, desejar sua prisão e esperar que outros façam o mesmo...

Alguém deve ter sido conivente - será que existe uma certeza de não haver um intermediário entre o coronel e os pais? - mas, na minha visão de mundo, os seqüestradores são aqueles que doaram uma criança sobre a qual não tinham direito nenhum. Simpatizar com isso ou aquilo não significa que não tenham sido bons pais para essas crianças. Entendo perfeitamente o crime e a injustiça com os avós e demais parentes biológicos, mas processados criminalmente deveriam ser o governo e as instituições envolvidas no processo de prisão dos pais e separação das crianças dos mesmos - ou roubo como diz a manchete -, não necessariamente quem acolheu...

No meu mundo cor-de-rosa, acho que essas pessoas podem até ter salvo a vida dessas crianças e quero crer que as criaram como se fossem filhos seus de verdade... É egoísmo conviver e ser parte da vida de uma criança enquanto outros choram? Com certeza! Mas seres humanos são egoístas e imperfeitos por natureza... A diferença é que alguns lidam melhor com as próprias imperfeições.

Um comentário:

Lulu on the Sky® disse...

Tõ chocada com essa noticia.
Big Beijos