quarta-feira, dezembro 31, 2008

YT: Cher - Believe




Feliz 2009!!! See you all there!!!



PS: Blog em recesso até 05/01, ok?

terça-feira, dezembro 30, 2008

YT: Cindy Lauper - Girls Just Wanna Have Fun

segunda-feira, dezembro 29, 2008

YT: Tina Turner - Proud Mary

domingo, dezembro 28, 2008

YT: Gloria Gaynor - I Will Survive

sábado, dezembro 27, 2008

YT: Weather Girls - It's Raining Men

sexta-feira, dezembro 26, 2008

YT: YMCA

quarta-feira, dezembro 24, 2008

Natal...


...é tempo de repensar valores, de ponderar sobre a vida e tudo que a cerca.

É tempo de contemplar o menino pobre, que nasceu em uma manjedoura, para nos fazer entender que o ser humano vale por aquilo que é e faz, e nunca por aquilo que possui.

Também é tempo de refazer planos, reconsiderar os equívocos e retomar o caminho para uma vida cada vez mais feliz.

Teremos outras 365 novas oportunidade de dizer à vida que queremos ser plenamente felizes, viver cada dia, hora e minuto como se fosse o último e buscar grandes milagres a cada instante.


FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO PARA TODOS!!!

Presentes...

Ela é bem conhecida - porque fez por isso -, viajada, esclarecida... E desprendida também. Viveu em Olinda, morou em Estocolmo, nos EUA e viajou outros tantos lugares. Mãe, mulher, ativista e artesã, a Denise viu, viveu, ganhou, comprou e/ou fez muitas coisas lindas e originais.

Agora a caminho da Coréia, ela colocou tudo o que não tinha mais como guardar ou não queria no brechó. Lá tem coisas fofas e a razão do post é mostrar mais uma cliente satisfeita. Comprei alguns camafeus, para mim e para presente. Cliente satisfeita que sou, faço a propaganda (do meu, claro rs):



A Denise tem a ajuda da Dona Telma, mãe dela e outra fofa. Quem estiver procurando algo original para presentear - não só hoje, já que a data do post foi mera coincidência -, o brechó é um bom lugar qe definitivamente merece ser lembrado.

terça-feira, dezembro 23, 2008

Filme: Antes de Partir

Carter Chambers é um mecânico extremamente culto, que queria ser professor de história mas a vida quis diferente. Edward Cole é um cara que começou a enriquecer aos 16 anos e só pensa em lucrar cada vez mais. Os caminhos deles se encontram quando ambos são internados em um mesmo quarto de hospital, este de propriedade de Edward - que acredita que hospitais só são viáveis se todos os quartos tiverem dois leitos.

Ambos têm câncer e ambos descobrem ter pouquíssimo tempo de vida. A partir de um exercício retórico, derivado de uma atividade proposta há mais de 40 anos pelo antigo professor de filosofia de Carter, este começa a fazer uma lista de coisas a fazer antes de morrer e Edward o convence que cumprir esta lista seria uma maneira interessante de passar os últimos dias de suas vidas, levando-os a uma verdadeira volta ao mundo.

A lista tem itens diversos como pular de para-quedas, rir até chorar, conhecer as pirâmides e receber um beijo da moça mais linda do mundo, cada tarefa temperada com pitadas do humor característico dos protagonistas.

Morgan Freeman e Jack Nicholson em um mesmo filme dificilmente resultaria em algo ruim, mas este é muito bonitinho. Me fez rir muito, chorar um pouco e eu recomendo muito!!! É um daqueles filmes tipo o Big Fish, que não se percebe o tempo passar e sempre que encontramos por aí paramos para assistir.


Título Original: The Bucket List
Estúdio:Warner Bros. / Storyline Entertainment / Zadan/Meron / Two Ton Films
Direção: Rob Reiner
Duração: 97 minutos


PS: Ele só me levou a um pequeno problema... A escolha de melhor filme do ano para a retrospectiva ficou meio truncada... Em um ano que teve Dark Knight, Iron Man e Wall-E (o post deste vai ficar para o ano que vem), este também merece ser lembrado.

segunda-feira, dezembro 22, 2008

YT: MasterCard

sábado, dezembro 20, 2008

Musiquinha's

Stars
(Simply Red)

Anyone who ever held you
Would tell you the way I'm feeling
Anyone who ever wanted you
Would try to tell you what I feel inside
The only thing I ever wanted
Was the feeling that you ain't faking
The only one you ever thought about
Wait a minute can't you see that I
I wanna fall from the stars
Straight into your arms
I, I feel you
I hope you comprehend

For the man who tried to hurt you
He's explaining the way I'm feeling
For all the jealousy I caused you
States the reason why I'm trying to hide
As for all the things you taught me
It sends my future into clearer dimensions
You'll never know how much you hurt me
Stay a minute can't you see that i

I wanna fall from the stars
Straight into your arms
I, I feel you
I hope you comprehend

Too many hearts are broken
A lover's promise never came with a maybe
So many words are left unspoken
The silent voices are driving me crazy
As for all the pain you caused me
Making up could never be your intention
You'll never know how much you hurt me
Stay can't you see that I

I wanna fall from the stars
Straight into your arms
I, I fell you
I hope you comprehend

sexta-feira, dezembro 19, 2008

Livro - Os Contos de Beedle, o Bardo

Livro curtinho e voltado à caridade (como já haviam sido o "Animais Fantásticos e Onde Habitam" e o "Quadribrol através dos séculos"), é formado por algo como os contos de fadas dos bruxos, onde a magia é parte da rotina, não necessariamente um artifício dos vilões e/ou fadas madrinhas.

Os contos presentes são: O Bruxo e o Caldeirão Saltitante; A Fonte da Sorte; O Coração Peludo do Mago; Babbitty, a coelha, e seu tronco gargalhante; e O conto dos Três Irmãos. Cada um deles ensina uma lição fácil de ser entendida pelas crianças e, por mais que seja voltado aos bruxos, serve muito bem às crianças trouxas também (desde que essas se dêem ao trabalho de procurar a metáfora).

Com tradução de runas antigas (modo de escrita utilizado pelo autor original) feita por Herminione Granger e notas de Alvo Dumbledore sobre o que realmente cada história pode querer dizer ou mostrar, além de como elas se disseminaram ao longo dos séculos, não é um livro indispensável ao entendimento da série de Harry Potter - mas é interessante, bem legal e muito bonitinho.





Título Original: The Tales Of Beedle The Bard
Autor: J.K. Rowling
Editora: Rocco
Páginas:
128
Ano: 2008







PS: Eu tenho a versão hardcover em inglês que é liiiinda, com a capa colorida.

quinta-feira, dezembro 18, 2008

House M.D.



One day, one room (3ª temporada)

Eve, a paciente: Sua história... ela é verdadeira?
House: É verdadeira para alguém.
Eve: Mas não pra você.
House: Coisas assim acontecem. Aconteceram com outras pessoas. Que diferença faz se aconteceu comigo?
Eve: Elas não estão neste quarto.
House: Você vai basear sua vida inteira em quem está preso num quarto com você?
Eve: Eu vou basear este momento em quem está preso num quarto comigo! É isso que a vida é: uma séries de quartos, e as pessoas com quem ficamos presas nesses quartos definem o que nossas vidas são.


Um dos melhores momentos do House e o capítulo preferido de muita gente... Achei aqui perdido e incompleto nas pendências e resolvi postar.


PS: Updateei (sic) e coloquei uma montagem que começa com o final dessa cena que pe fantástica.

quarta-feira, dezembro 17, 2008

Coisas de Cris

Diálogo entre tia-babona e a sobrinha "americana":

- Sobrinha, o titio estava extermamente preocupado que vc voltasse falando só inglês com ele...

- Hihihihihihi...

5 minutos depois, volta a guria:

- Titio, se você quiser eu passo um dia inteiro falando só em inglês com você!!! Eu consigo!!! - muito orgulhosa de si mesma e provocando gargalhadas histéricas da tia-babona ao ver que o namorado se deu mal.


Observação: A sobrinha tem 8 anos e o titio não fala nadica de inglês.

terça-feira, dezembro 16, 2008

Crônica: Eu te amo não diz tudo

EU TE AMO NÃO DIZ TUDO!
(Arnaldo Jabor)

O cara diz que te ama, então tá!
Ele te ama.

Sua mulher diz que te ama, então assunto encerrado.

Você sabe que é amado porque lhe disseram isso,as três palavrinhas mágicas.

Mas ouvir que é amado é uma coisa, sentir-se amado é outra, uma diferença de quilômetros.

A demonstração de amor requer mais do que beijos,sexo e palavras. Sentir-se amado, é sentir que a pessoa tem interesse real na sua vida, que zela pela sua felicidade, que se preocupa quando as coisas não estão dando certo, que coloca-se a postos para ouvir suas dúvidas e que dá uma sacudida em você quando for preciso.

Sentir-se amado é ver que ela lembra de coisas que você contou há dois anos, é vê-la tentar reconciliar você com o seu pai, é ver como ela fica triste quando você está triste e como sorri com delicadeza quando diz que você está fazendo tempestade em copo d'água.
Sentem-se amados aqueles que perdoam um ao outro e que não transformam a mágoa em munição na hora da discussão...

Sente-se amado aquele que se sente aceito, que se sente inteiro.

Sente-se amado aquele que tem sua solidão respeitada, aquele que sabe que tudo pode ser dito e compreendido.

Sente-se amado quem se sente seguro para ser exatamente como é, sem inventar um personagem para a relação, pois personagem nenhum se sustenta muito tempo.
Sente-se amado quem não ofega, mas suspira; quem não levanta a voz, mas fala; quem não concorda, mas escuta. Agora, sente-se e escute:
EU TE AMO NÃO DIZ TUDO!

segunda-feira, dezembro 15, 2008

YT: Tina Turner - I Don't Wanna Fight No More

sábado, dezembro 13, 2008

Musiquinha's

Never Tear Us Apart
(INXS)

Don't ask me
What you know is true
Don't have to tell you
I love your precious heart

I
I was standing
You were there
Two worlds collided
And they could never tear us apart

We could live
For a thousand years
But if I hurt you
I'd make wine from your tears

I told you
That we could fly
'Cause we all have wings
But some of us don't know why

I
I was standing
You were there
Two worlds collided
And they could never ever tear us apart

sexta-feira, dezembro 12, 2008

Nominees: Globo de Ouro

Virando hj num dia de postagens sobre o cinema, o Globo de Ouro:

Melhor filme dramático
The Curious Case of Benjamin Button (O Curioso Caso de Benjamin Button)
Frost/Nixon (Frost/Nixon)
The Reader (The Reader)
Revolutionary Road (Foi Apenas um Sonho)
Slumdog Millionaire (Slumdog Millionaire)

Melhor atriz dramática
Anne Hathaway (Rachel Getting Married)
Angelina Jolie (Changeling)
Meryl Streep (Doubt)
Kristin Scott Thomas (Il y a Longtemps que je t'aime)
Kate Winslet (Revolutionary Road)

Melhor ator dramático
Leonardo DiCaprio (Revolutionary Road)
Frank Langella (Frost/Nixon)
Sean Penn (Milk)
Brad Pitt (The Curious Case of Benjamin Button)
Mickey Rourke (The Wrestler)

Melhor filme musical ou comédia

Burn After Reading (Queime Depois de Ler)
Happy-Go-Lucky (Simplesmente Feliz)
In Bruges (Na Mira do Chefe)
Mamma Mia! (Mamma Mia!)
Vicky Cristina Barcelona (Vicky Cristina Barcelona)

Melhor atriz em musical ou comédia
Rebecca Hall (Vicky Cristina Barcelona)
Sally Hawkins (Happy-Go-Lucky)
Frances McDormand (Burn After Reading)
Meryl Streep (Mamma Mia!)
Emma Thompson (Last Chance Harvey)

Melhor ator em musical ou comédia
Javier Bardem (Vicky Cristina Barcelona)
Colin Farrell (In Bruges)
James Franco (Pineapple Express)
Brendan Leeson (In Bruges)
Dustin Hoffman (Last Chance Harvey)

Melhor animação
Bolt (Bolt - Supercão)
Kung Fu Panda (Kung Fu Panda)
Wall-E (Wall-E)

Melhor filme de língua estrangeira
Der Baarder Meinhof Komplex - The Baader Meinhof Complex (Alemanha)
Maria Larssons Eviga Ögonblick - Everlasting Moments (Suécia/Dinamarca)
Gomorra - Gomorrah (Itália)
Il y a Longtemps que je t'aime - I've loved you so long (França)
Waltz With Bashir - Waltz With Bashir (Israel)

Melhor atriz coadjuvante
Amy Adams (Doubt)
Penelope Cruz (Vicky Cristina Barcelona)
Viola Davis (Doubt)
Marisa Tomei (The Wrestler)
Kate Winslet (The Reader)

Melhor ator coadjuvante
Tom Cruise (Tropic Thunder)
Robert Downey Jr. (Tropic Thunder)
Ralph Fiennes (The Duchess)
Philip Seymour Hoffman (Doubt)
Heath Ledger (The Dark Knight)

Melhor diretor
Danny Boyle (Slumdog Millionaire)
Stephen Daldry (The Reader)
David Fincher (The Curious Case of Benjamin Button)
Ron Howard (Frost/Nixon)
Sam Mendes (Revolutionary Road)

Melhor roteiro
Simon Beaufoy (Slumdog Millionaire)
David Hare (The Reader)
Peter Morgan (Frost/Nixon)
Eric Roth (The Curious Case of Benjamin Button)
John Patrick Shanley (Doubt)

Melhor trilha sonora
Alexandre Desplat (The Curious Case of Benjamin Button)
Clint Eastwood (Changeling)
James Newton Howard (Defiance)
A. R. Rahman (Slumdog Millionaire)
Hans Zimmer (Frost/Nixon)

Melhor canção
Down to Earth (Wall-E)
Gran Torino (Gran Torino)
I Thought I Lost You (Bolt)
Once In A Lifetime (Cadillac Records)
The Wrestler (The Wrestler)

Nominees: Broadcast Film Critics Association

Norte-americanos adoram inventar premiações e, apesar de não ter ido muito ao cinema em tempos recentes (acho que neste ano foram só 4 filmes por motivos entre a falta de tempo, de paciência e/ou de dinheiro), sou apaixonada pela dita 7ª arte. terça-feira a Broadcast Film Critics Association, considerada pelo povo das bandas de lá como uma das possíveis prévias ao Oscar divulgou sua lista de indicações à sua 14ª edição, que ocorrerá em 08/01/2009.

E os indicados são:

Melhor Filme
Changeling
The Curious Case of Benjamin Button
The Dark Knight
Doubt
Frost/Nixon
Milk
The Reader
Slumdog Millionaire
Wall-E
The Wrestler

Melhor Ator
Clint Eastwood (Gran Torino)
Richard Jenkins (The Visitor)
Frank Langella (Frost/Nixon)
Sean Penn (Milk)
Brad Pitt (The Curious Case of Benjamin Button)
Mickey Rourke (The Wrestler)

Melhor Atriz
Kate Beckinsale (Nothing But the Truth)
Cate Blanchett (The Curious Case of Benjamin Button)
Anne Hathaway (Rachel Getting Married)
Angelina Jolie (Changeling)
Melissa Leo (Frozen River)
Meryl Streep (Doubt)

Melhor Ator Coadjuvante
Josh Brolin (Milk)
Robert Downey Jr. (Tropic Thunder)
Philip Seymour Hoffman (Doubt)
Heath Ledger (The Dark Knight)
James Franco (Milk)

Melhor Atriz Coadjuvante
Penelope Cruz (Vicky Cristina Barcelona)
Viola Davis (Doubt)
Vera Farmiga (Nothing But the Truth)
Taraji P. Henson (The Curious Case of Benjamin Button)
Marisa Tomei (The Wrestler)
Kate Winslet (The Reader)

Melhor Conjunto de Atores
The Curious Case of Benjamin Button
The Dark Knight
Doubt
Milk
Rachel Getting Married

Melhor Diretor
Danny Boyle (Slumdog Millionaire)
David Fincher (The Curious Case of Benjamin Button)
Ron Howard (Frost/Nixon)
Christopher Nolan (The Dark Knight)
Gus Van Sant (Milk)

Melhor Roteirista (roteiro original ou adaptado)
Simon Beaufoy (Slumdog Millionaire)
Dustin Lance Black (Milk)
Peter Morgan (Frost/Nixon)
Eric Roth (The Curious Case of Benjamin Button)
John Patrick Shanley (Doubt)

Melhor Longa de Animação
Bolt
Kung Fu Panda
Madagascar 2
Wall-E
Waltz With Bashir

Melhor jovem ator ou atriz
Dakota Fanning (The Secret Life of Bees)
David Kross (The Reader)
Dev Petal (Slumdog Millionaire)
Brandon Walters (Austrália)

Melhor Filme de Ação
The Dark Knight
Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal
Homem de Ferro
007 - Quantum of
Solace
Wanted

Melhor Comédia
Burn After Reading
Forgetting Sarah Marshall
Role Models
Tropic Thunder
Vicky Cristina Barcelona

Melhor Filme para Televisão
John Adams
Recount
Coco Chanel

Melhor Filme em Língua Estrangeira
A Christmas Tale
Gomorra
I've Loved You So Long
Let the Right One In
Mongol
Waltz With Bashir

Melhor Documentário
I.O.U.S.A.
Man On Wire
Roman Polanski: Wanted and Desired
Standard Operating Procedure
Young At Heart

Melhro Canção
"Another Way to Die" - Jack White and Alicia Keys/Jack White (007 - Quantum of
Solace)
"Down to Earth" - Peter Gabriel/Peter Gabriel and Thomas Newman (Wall-E)
"I Thought I Lost You" - Miley Cyrus and John Travolta/Miley Cyrus and
Jeffrey Steele (Bolt - Supercão)
"Jaiho" - Sukhwinder Singh/A.R. Rahman and Gulzar (Slumdog Millionaire)
"The Wrestler" - Bruce Springsteen/Bruce Springsteen (The Wrestler)

Melhor Compositor
Alexandre Desplat (The Curious Case of Benjamin Button)
Clint Eastwood (Changeling)
Danny Elfman (Milk)
Hans Zimmer and James Newton Howard (The Dark Knight)
A.R. Rahman (Slumdog Millionaire)

quinta-feira, dezembro 11, 2008

Citação

"A principal tarefa de um homem na vida consiste em dar à luz a si mesmo, a se tornar aquilo que potencialmente ele é".

(Erich Fromm)

quarta-feira, dezembro 10, 2008

Blogging: My Rock Star Name




Your Rockstar Name Is: Foxxy Destruction



Rock on!




Da Lulu.

terça-feira, dezembro 09, 2008

Sobre o Natal e as Cartinhas

Este texto deveria ter entrado aqui semana passada, mas andei tão atarantada que acabou ficando sempre para depois. Hoje resolvi escrever conforme dá e corrigir no final para não correr o risco de dizer alguma besteira ou soar repetitiva.

Faz parte da minha lista de 101 em 1001 a adoção de ao menos uma cartinha do Papai Noel dos Correios por ano. Continuo sendo uma grande entusiasta da campanha, mas como neste ano tentei algumas vezes adotar a minha cartinha, e até o final de Novembro não havia chegado nenhuma na Agência mais próxima à minha casa, acabei partindo para outra alternativa.

A empresa em que a minha cunhada trabalha disponibilizou cartas de algumas instituições reconhecidas para que os funcionários adotassem. E nós (Gi, Tathi, eu e Vi) adotamos duas. As meninas adotaram um idoso e eu e o Vi um adolescente. A idéia era a doação de uma muda de roupa, um sapato e um kit de higiene/um brinquedo e um kit guloseimas (estes últimos respectivamente).

Desesperada que sou, comprei calça, bermuda, camiseta, meias, cuecas, tênis... Fiz um kit bem gordo de guloseimas também, mas tive algumas dúvidas a respeito do brinquedo. Como não havia informação sobre a deficiência do rapaz, acabei optando por um carrinho simples ao invés de personalizar o presente. Não gastamos muito dinheiro e fizemos a nossa parte. E o item da minha lista? Considero correta e nada trapaceada a adaptação dele.

segunda-feira, dezembro 08, 2008

YT: Coldplay - Viva La Vida

sábado, dezembro 06, 2008

Musiquinha's

I'll Be There For You
(Bon Jovi)

I guess this time you're really leaving
I heard your suitcase say goodbye
And as my broken heart lies bleeding
You say true love it's suicide

You say you're cried a thousand rivers
And now you're swimming for the shore
You left me drowning in my tears
And you won't save me anymore

Now I'm praying to God you'll give me one more chance, girl

I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
Steal the sun from the sky for you
Words can't say what a love can do
I'll be there for you

I know you know we've had some good times
Now they have their own hiding place
I can promise you tomorrow
But I can't buy back yesterday

And Baby you know my hands are dirty
But I wanted to be your valentine
I'll be the water when you get thirsty, baby
When you get drunk, I'll be the wine

I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
Steal the sun from the sky for you
Words can't say what a love can do
I'll be there for you

[Solo]

And I wasn't there when you were happy
I wasn't there when you were down
I didn't mean to miss your birthday, baby
I wish I'd seen you blow those candles out

I'll be there for you
These five words I swear to you
When you breathe I want to be the air for you
I'll be there for you
I'd live and I'd die for you
Steal the sun from the sky for you
Words can't say what a love can do
I'll be there for you

quinta-feira, dezembro 04, 2008

Crônica: Relações...

Pra que serve uma relação
(Drauzio Varela)

‘Uma relação tem que servir para tornar a vida dos dois mais fácil.’

Vou dar continuidade a esta afirmação porque o assunto é bom e merece ser desenvolvido.

Algumas pessoas mantêm relações para se sentirem integradas na sociedade, para provarem a si mesmas que são capazes de ser amadas, para evitar a solidão, por dinheiro ou por preguiça.

Uma relação tem que servir para você se sentir 100% à vontade com outra pessoa; à vontade para concordar com ela e discordar dela, para ter sexo sem não-me-toques ou para cair no sono logo após o jantar, pregado.

Uma relação tem que servir para você ter com quem ir ao cinema de mãos dadas, para ter alguém que instale o som novo enquanto você prepara uma omelete, para ter alguém com quem viajar para um país distante, para ter alguém com quem ficar em silêncio sem que nenhum dos dois se incomode com isso.

Uma relação tem que servir para, às vezes, estimular você a se produzir, e, quase sempre, estimular você a ser do jeito que é, de cara lavada e bonita a seu modo.

Uma relação tem que servir para um e outro se sentirem amparados nas suas inquietações, para ensinar a confiar, a respeitar as diferenças que há entre as pessoas, e deve servir para fazer os dois se divertirem demais, mesmo em casa, principalmente em casa.

Uma relação tem que servir para cobrir as despesas um do outro num momento de aperto, e cobrir as dores um do outro num momento de melancolia, e cobrirem o corpo um do outro quando o cobertor cair.

Uma relação tem que servir para um acompanhar o outro no médico, para um perdoar as fraquezas do outro, para um abrir a garrafa de vinho e para o outro abrir o jogo, e para os dois abrirem-se para o mundo, cientes de que o mundo não se resume aos dois.

quarta-feira, dezembro 03, 2008

Trecho: Ser adulto...

"... é consentir em certos sacrifícios, renunciar às pretensões exorbitantes, aprender que é melhor 'vencer nossos desejos do que a ordem do mundo' (Descartes). É descobrir que o obstáculo não é a negação, e sim a própria condição da liberdade. É reconhecer que nunca nos pertencemos inteiramente, que de certa maneira nos devemos ao próximo, que abala nossa pretensão à hegemonia. Por fim, é compreender que é preciso nos formar transformando-nos, que nos fabricamos sempre contra nós. Em resumo, tornar-se adulto é fazer o aprendizado dos limites, é renunciar às nossas loucas esperanças e trabalhar para ser autônomo, capaz tanto de se inventar quanto abstrair-se de si."


(Pascal Bruckner, A tentação da inocência, pg. 104)


Daqui.

segunda-feira, dezembro 01, 2008

YT: Cher - Storng Enough

sábado, novembro 29, 2008

Musiquinha's

Quem Vai Dizer Tchau?
(Nando Reis)

Quando aconteceu?
Não sei
Quando foi que eu
Deixei de te amar?
Quando a luz do poste
Não acendeu
Quando a sorte
Não mais pode ganhar
Não
De longe me disse um não
Mas quem vai dizer
Tchau

Onde aconteceu
Não sei
Onde foi que eu
Deixei de te amar?
Dentro do quarto
Só estava eu
Dormindo antes
De você chegar
Mas não
Não foi ontem que eu disse
Não
E quem vai dizer
Tchau

A gente não percebe o amor
Que se perde aos poucos
Sem virar carinho
Guardar lá dentro
Amor não impede
Que ele empedre
Mesmo crendo-se infinito
Tornar o amor real
É expulsá-lo de você
Prá que ele possa ser
De alguém...

Somos se pudermos ser
Ainda
Fomos donos do que hoje
Não há mais
Houve o que houve
E o que escondem em vão
Os pensamentos
Que preferem calar
Se não
Irá nos ferir
Não
Mas quem não quer dizer
Tchau

A gente não percebe o amor
Que se perde aos poucos
Sem virar carinho
Guardar lá dentro
Amor não impede
Que ele empedre
Mesmo crendo-se infinito
Tornar o amor real
É expulsá-lo de você
Prá que ele possa ser
De alguém
Possa ser de alguém
Possa ser de alguém
Ser de alguém!
Oh! Não!


Do Eduardo.

quinta-feira, novembro 27, 2008

Filme: Kung Fu Panda

A DreamWorks não costuma usar o modo Disney de trabalho, de sempre ter alguma idéia construtiva evidente em suas animações, mas em Kung Fu Panda chega-se perto disso. O fofo panda Po, atrapalhado membro de uma família que tem um restaurante de noodles, mora em um vale na China e é o maior fã do kung fu. Conhece todos os golpes, a cronologia, história, ídolos atuais e antigos mas, sendo um panda fofo, tudo isso é basicamente a teoria.

No templo que fica na cidade vive o grande mestre Oogway, além de outros mestres do kung fu: os "cinco" - Tigresa, Víbora, Louva-deus, Macaco e Garça - e o exigente Shifu, que treinou-os todos. Um belo dia, Oogway pressente que o Guerreiro Dragão surgirá para derrotar Tai Lung - antigo discípulo de Shifu que "foi para o lado negro da força" (analogia minha) - e chama a população do vale para a escolha. Po sente que não pode perder esse grande momento e, à sua maneira, entra no templo e acaba sendo o escolhido.

Desacreditado e judiado, Po acaba mostrando a sua personalidade e "conquistando" os cinco e eventualmente recebe uma "segunda olhada" de Shifu, que com a ajudinha de Oogway percebe que algumas pessoas não são simplesmente incapazes... O que todos são é diferentes e cada um tem o seu valor e precisa de um método ou incentivo para alcançar o seu máximo.

O filme passa muto rápido e eu ri demais. Gostei bastante sem nem reparar ou mencionar as vozes dos personagens (siiim, consegui assistir em inglês)...


Título Original: Kung Fu Panda
Estúdio:DreamWorks Animation / Pacific Data Images
Direção: Mark Osborne e John Stevenson
Duração: 92 minutos

quarta-feira, novembro 26, 2008

PostSecret

Não sei se todo mundo conhece - eu conheço faz alguns anos e depois do Inagaki ter colocado entre os favoritos dele é difícil que não se conheça - o PostSecret.

A premissa é simples e já foi até tema de um clipe que passava na VH1 um tempo atrás: pessoas enviam seus maiores segredos anonimamente em cartões postais para uma P.O. Box e eles são colocados todos os domingos no blog (sendo que a postagem será apagada quando a próxima entrar).

Sendo o autor do blog um norte-americano, naturalmente a maior parte das postagens é em inglês e eu, como apaixonada por animais que sou, não poderia deixar de postar aqui algo que eu poderia ter escrito:



(tradução tabajara: "Eu secretamente acredito que Deus deixa as pessoas entrarem no céu baseado em como elas tratam os animais!")


PS: Tenho um monte de indicações de blogs atrasadas por aqui e estou fazendo uma velha...

terça-feira, novembro 25, 2008

Versos: Atritos

Atritos
(Roberto Crema)

Ninguém muda ninguém;
ninguém muda sozinho;
nós mudamos nos encontros.

Simples, mas profundo, preciso.
É nos relacionamentos que nos transformamos.

Somos transformados a partir dos encontros,
desde que estejamos abertos e livres
para sermos impactados
pela idéia e sentimento do outro.

Você já viu a diferença que há entre as pedras
que estão na nascente de um rio,
e as pedras que estão em sua foz?

As pedras na nascente são toscas,
pontiagudas, cheias de arestas.

À medida que elas vão sendo carregadas
pelo rio, sofrendo a ação da água
e se atritando com as outras pedras,
ao longo de muitos anos,
elas vão sendo polidas, desbastadas.

Assim também agem nossos contatos humanos.
Sem eles, a vida seria monótona, árida.

A observação mais importante é constatar
que não existem sentimentos, bons ou ruins,
sem a existência do outro, sem o seu contato.

Passar pela vida sem se permitir
um relacionamento próximo com o outro,
é não crescer, não evoluir, não se transformar.

É começar e terminar a existência
com uma forma tosca, pontiaguda, amorfa.

Quando olho para trás, vejo que hoje carrego em meu ser
várias marcas de pessoas extremamente importantes.

Pessoas que, no contato com elas,
me permitiram ir dando forma ao que sou,
eliminando arestas, transformando-me em alguém melhor,
mais suave, mais harmônico, mais integrado.

Outras, sem dúvida,
com suas ações e palavras me criaram novas arestas,
que precisaram ser desbastadas.

Faz parte...
Reveses momentâneos servem para o crescimento.
A isso chamamos experiência.

Penso que existe algo mais profundo,
ainda nessa análise.
Começamos a jornada da vida como grandes pedras, cheias de excessos.

Os seres de grande valor,
percebem que ao final da vida,
foram perdendo todos os excessos
que formavam suas arestas,
se aproximando cada vez mais de sua essência,
e ficando cada vez menores, menores, menores...

Quando finalmente aceitamos
que somos pequenos, ínfimos,
dada a compreensão da existência
e importância do outro,
e principalmente da grandeza de DEUS,
é que finalmente nos tornamos grandes em valor.

Já viu o tamanho do diamante polido, lapidado?
Sabemos quanto se tira
de excesso para chegar ao seu âmago.
É lá que está o verdadeiro valor...

Pois, DEUS fez a cada um de nós com um âmago bem forte
e muito parecido com o diamante bruto,
constituído de muitos elementos,
mas essencialmente de AMOR.
DEUS deu a cada um de nós essa capacidade,
a de AMAR...
Mas temos que aprender como.

Para chegarmos a esse âmago,
temos que nos permitir,
através dos relacionamentos,
ir desbastando todos os excessos
que nos impedem de usá-lo,
de fazê-lo brilhar.

Por muito tempo em minha vida acreditei
que amar significava evitar sentimentos ruins.

Não entendia que ferir e ser ferido,
ter e provocar raiva,
ignorar e ser ignorado
faz parte da construção do aprendizado do amor.

Não compreendia que se aprende a amar
sentindo todos esses sentimentos contraditórios e...
os superando.

Ora, esses sentimentos simplesmente
não ocorrem se não houver envolvimento...
E envolvimento gera atrito.

Minha palavra final: ATRITE-SE!
Não existe outra forma de descobrir o AMOR.
E sem ele a VIDA não tem significado.

segunda-feira, novembro 24, 2008

YT: John Mayer - Free Fallin'

sábado, novembro 22, 2008

Musiquinha's

Mountain
(Good Charlotte)

All these dreams and all these plans
I built them all with these two hands
Everything, I’ve realized my dreams
The city lights shine down and they blind me sometimes
But through it all
I was lost but I found my way

So tell me what you want
Cause I would give you anything
Tell me what you need and I’ll go get it
I’d give up all these dreams
To have you in my arms right now
I’d give up everything and I’d forget it

I wasn't on a mountain
When it came to me
All my life’s been wasted
Chasing shallow dreams

So here we are
Let me lift you up and show you this world over me
And all these things
What I've gained
And what I've seen
It can’t compare
To the love that you could give to me

So tell me what you want
Cause I would give you anything
Tell me what you need and I’ll go get it
I’d give up all these dreams
To have you in my arms right now
I’d give up everything and I’d forget it

I wasn't on a mountain
When it came to me
All my life’s been wasted
Chasing shallow dreams

Years go by and nothing’s slowing down the time
Years go by and then they’re wasted
All this time
I thought that I gained everything
But you're not mine
and I'm so empty

I wasn't on a mountain
When it came, when it came to me
That all my life’s been wasted
Chasing shallow dreams

So please come back to me
I'm right here waiting
So please come back to me tonight


Por causa da , que falou disso.

sexta-feira, novembro 21, 2008

Versos

“Num dado momento penso que num canto de mim nascerá uma planta.
Começo a rondá-la, achando que nesse canto se produziu alguma coisa rara, mas que poderia ter futuro artístico.
Eu estaria feliz se essa idéia não fracassasse de todo.
Contudo, devo esperar por um tempo ignorado: não sei como fazer a planta germinar, nem como favorecer seu crescimento, nem como cuidar dela; só pressinto ou desejo que tenha folhas de poesia; ou algo que se transforme em poesia se certos olhos olharem para ela.
Devo tomar cuidado para que não ocupe espaço demais, para que não pretenda ser bela ou intensa, mas que seja a planta que ela mesma está destinada a ser, e que eu possa ajudá-la a sê-lo.
Ao mesmo tempo, ela crescerá de acordo com um observador que não se importará muito em querer lhe sugerir intenções ou grandezas demais.
Se for uma planta dona de si mesma, terá uma poesia natural, desconhecida para si própria.
Ela deve ser como uma pessoa que não sabe quanto vai viver, mas que tem necessidades próprias, com um orgulho discreto, um pouco desajeitada, e que pareça improvisada.
Ela não conhecerá suas próprias leis, embora as tenha no mais fundo e a consciência não as possa alcançar.
Não saberá o grau e a maneira como a consciência intervirá, mas em última instância imporá sua vontade.
E ensinará a consciência a ser desinteressada.”


(Felisberto Hernández em O Cavalo Perdido e Outras Histórias)


Vi aqui.

quinta-feira, novembro 20, 2008

Livro: Melancia

Primeiro livro da Marian Keyes que eu ganhei, ficou um bom tempo na prateleira tomando pó e foi recomeçado umas 4 vezes, simplesmente porque eu não conseguia entrar na história (me dêem um desconto, começo de namoro seguido de três empregos em dois anos tendem a distrair a atenção de uma pessoa). Como li um ebook e mesmo assim demorei, é possível que ainda não tivesse conseguido terminar essa leitura se dependesse da minha edição escrita.

Nesta história, Claire, uma das garotas Walsh, se vê, de repente numa situação inesperada: acabou de ter um bebê e seu marido, ao invés de vir com flores e presentes, diz que está indo embora. Sem saber ao certo o que fazer, ela pega um avião para Dublin, onde mora sua família. As fases após o término, a descoberta de si mesma como mãe, a recuperação de sua auto-estima e as fases que a levam a se perceber uma mulher completa e segura fazem deste livro algo bem interessante.

Livro de menina, que só pode ser realmente entendido por mulheres, onde a autora expõe de uma maneira hilária, entre outras coisas, o turbilhão que passa pela cabeça da protagonista em cada segundo do desenrolar de cada pequena situação/momento, coisa que acontece frequentemente comigo, e me levou a gargalhar sozinha algumas vezes. Por mais que eu tenha andado dispersa, é o tipo de história em que vc se sente amiga da protagonista, tendo ímpetos de gritar e/ou consolá-la na mesma medida (eu pelo menos tive). Aliás, depois deste e do outro, estou me descobrindo veramente interessada no humor do povo irlandês...






Título Original: Watermelon
Autor: Marian Keyes
Editora: Bertrand Brasil
Páginas:
489
Ano: 2003

quarta-feira, novembro 19, 2008

What Famous Pinup Are You?




You Are Bettie Page



Girl next door with a wild streak

You're a famous beauty - with unique look

And the people like you are cultish about it




Peguei na Lulu.


PS:Quem é Bettie Page? Site Oficial, IMDb e Wikipedia (em pt).

terça-feira, novembro 18, 2008

80 anos

Hj, ele faz 80 anos... Mais do símbolo de uma empresa, trata-se de ícone. Ele é simplesmente o camundongo mais famoso do mundo... Sim, estou falando de Mickey Mouse e sim, é um dos poucos ratos que eu gosto no mundo.

Tendo estreado em 18/11/1928 como estrela do primeiro desenho com som sincronizado (Steamboat Willie, no qual Walt Disney investiu tudo o que tinha), tratava-se então de um personagem destinado a curtas-metragens e tirinhas, dublado inicialmente pelo próprio criador e que originalmente se chamaria Mortimer - nome muito pomposo segundo a Sra. Disney, que sugeriu Mickey.

Com sua personalidade educada, amigável, descomplicada, empreendedora e otimista, Mickey virou uma estrela, intrepretando os mais diferentes tipos e personagens. Sua postura e seus valores se tornaram a representação do modo Disney de ser, o que a partir de um certo ponto acabou por limitar sua participação em novos desenhos e abriu espaço para outros personagens tão queridos quanto o próprio: Pluto, Pateta, Donald, Margarida, Minnie...

Mickey foi o primeiro personagem de desenho animado a ter uma estrela na calçada da fama e aparece em mais de 150 desenhos, entre curtas, longas, especiais, séries regulares e compilações (sendo que nos dois últimos tipo, conta-se pelo conjunto e não por cada desenho), inúmeros gibis, além de ser o anfitrião dos parques...

Mickey foi a grande aposta, a origem de tudo e, a respeito dele, Walt Disney disse: "We felt that the public, and especially the children, like animals that are cute and little. I think we are rather indebted to Charlie Chaplin for the idea. We wanted something appealing, and we thought of a tiny bit of a mouse that would have something of the wistfulness of Chaplin — a little fellow trying to do the best he could. When people laugh at Mickey Mouse, it's because he's so human; and that is the secret of his popularity. I only hope that we don't lose sight of one thing — that it was all started by a mouse."

(tradução/adaptação tabajara da Cris: "Nós percebemos que o público, especialmente as crianças, gosta de animais pequenos e engraçadinhos. Eu acredito que nós estamos em débito com Charlie Chaplin pela idéia. Nós queríamos algo com apelo, e pensamos que um ratinho poderia ter algo da melancolia de Chaplin - um carinha tentando fazer o melhor que pode. Quando as pessoas riem com Mickey Mouse, é porque ele é muito humano, e esse é o segredo de sua popularidade. Eu só espero que as pessoas mantenham uma coisa em mente - que tudo isso começou com um camundongo.")




Fontes: Site oficialda Disney, Site Oficial da Disney Brasileiro (desatualizado), Wikipedia em pt e en.


PS: 1)Acho que fiz um post sobre os 75 anos dele... Mas ficou em alguma versão passada do blog...
2) Antes que alguém venha falar sobre o possível papel dele como símbolo do imperialismo etc etc etc, não estou nem remotamente preocupada com essa linha de pensamento.

segunda-feira, novembro 17, 2008

YT: Beatles Medley



Performing: Cher, Tina Turner and Kate Smith

sábado, novembro 15, 2008

Musiquinha's

Joyride
(Roxette)

I hit the road out of nowhere
I had to jump in my car
And be a rider in a love game
Following the stars
Don't need no book of wisdom
I get no money talk at all

She has a train going downtown
She's got a club on the moon
And she's telling all her secrets
In a wonderful balloon

She's the heart of the funfair
She's got me whistling her private tune

And it all begins where it ends
And she's all mine, my magic friend

She says: Hello, you fool, I love you
Come on join the joyride
Join the joyride

She's a flower, I can paint her
She's a child of the sun
We're a part of this together
Could never turn around and run
Don't need no fortune teller
To know where my lucky love belongs,
Oh no

Cause it all begins again when it ends
And we're all magic friends

She says: Hello, you fool, I love you
Come on join the joyride
Join the joyride

Be a joyrider

I take you on a skyride
A feeling like you're spellbound
The sunshine is a lady
Who ROX you like a baby

She says: Hello, you fool, I love you
Come on join the joyride
Join the joyride

sexta-feira, novembro 14, 2008

Cris e os eventos...

Faz algum tempo que este blog deixou de ser algo totalmente "querido diário", mas a minha paixão pelos detalhes envolvidos em festas de casamento e afins somado a um período de 5 dias participando de um congresso como expositora - aka representante do local em que trabalho - foram suficientes para que eu começasse a divagar a respeito...

Nunca tinha trabalhado em um evento e muita gente torceu o nariz quando disse que ia por uns dias enquanto outros disseram que eu tive sorte por ter ido a um evento em que havia muita comida grátis disponível. Mas eu, Pollyanna que sou, assumo que os pés doeram e incharam e que eu gastei antes de receber (lógico que eu tinha que ir passear nos cantos, aonde tinha bijouterias), mas observadora da vida e das pessoas que sou, me diverti horrores por lá...

Tive a oportunidade de reparar de prestadores de serviço, pessoal de apoio e expositores a congressistas, palestrantes e autoridades de uma maneira que toda a experiência do outro lado, como a parte que é convidada para tais locais. Lógico que não sai muito do meu canto - afinal, estava ali trabalhando -, porém nos momentos em que as palestras aconteciam, dava para observar bem os tipos e a dinâmica por ali.

Do evento em si não tenho muito o que dizer. Algumas pessoas estavam lá para aparecer, umas tantas para aprender e reencontrar amigos, outras para vender e promover empresas e serviços, além de pegar brindes, o que todos pareciam querer. Trabalhar em períodos de 12 horas por vez é complicado, mas o movimento e a interação distraem boa parte disso.

Resultados do evento para a Cris: corpo e ego muito bem alimentados, correntes de cristal, a certeza que mamãe tinha razão quando disse que se vc sorrir para o mundo, ele sorri de volta (pelo menos na maior parte do tempo) e a suspeita que todo este interesse em como se organiza essas coisas pode querer dizer algo...

quinta-feira, novembro 13, 2008

Livro: P.S. Eu Te Amo

Sim, pessoas, há um filme com este nome. E ele fez a Bia, moleca e nada manteiga derretida, sair em prantos do cinema. Adoro cinema e amo ler sendo que, como o tempo anda meio curto (e a aproximação do fim de ano tende a piorar isso), acabei optando pela leitura que faço daquele jeito: 1 capítulo por vez, em cada pequeno intervalo que tenho no meu dia. Aliás, leio revistas assim tb atualmente, uma matéria por vez, sempre que encontro com elas e... Ah, sim, foco, Cristiane, olha o foco!!! rs

Tudo começa quando Holly se vê sem Gerry, seu primeiro amor, primeiro namorado, marido e melhor amigo, que morreu devido a um câncer no cérebro. A família e os amigos estão preocupados com o desespero e a falta de reação dela quando, casualmente, sua mãe comenta ter recebido uma carta para ela em que há uma menção a uma lista no envelope.

A carta, na verdade um envelope grande e pesado, foi mandado por Gerry que, seguindo com uma piada interna sobre a necessidade que Holly tinha dele para fazer/lembrar das coisas, escreveu uma carta à qual anexou 10 cartões (em envelopes separados a serem abertos por mês) que vão desde brincadeiras a pequenas ordens para ajudá-la a refazer e continuar sua vida sem ele, sempre terminados por Ps, Eu Te Amo.

No processo de se reerguer, Holly descobre muito sobre si, sua família, seus amigos e o mundo em geral. Não acho que seja simplesmente uma história de amor, vou mais pelo fato de ser uma história do que um grande amor pode te tornar, seja ele marido, namorado, irmão amigo ou tudo isso junto. Gerry só aparece em lembranças e sonhos, mas praticamente todos os envolvidos na história o conheceram e muitos o amaram e, por mais que haja um foco na dor de Holly, cada um desses amigos tem a chance de falar - um parágrafo que seja - sobre a própria dor. A minha leitura foi um mix de gargalhada e lágrimas, adorei, e mal podia esperar para postar aqui.





Título Original: PS, I Love You
Autor: Cecelia Ahern
Editora: Relume Dumara
Páginas:
398
Ano: 2004







PS: 1) Nas críticas ao filme vi algo sobre a mãe e as melhores amigas terem resistido aos cartões, mas no livro isso não acontece. A família e os amigos fiéis apóiam a protagonista em todos os momentos e situações.
2) Holly faz aniversário no mesmo dia que eu!!!

quarta-feira, novembro 12, 2008

Blogging: Perguntinhas

Onde está seu celular? Na bolsa
E o amado? Lá no pé-da-serra
Cor do cabelo? Castanho-claro
Sua mãe? Fantástica! Só precisa se convencer que não é a super mulher e deixar os dois homens aqui de casa se virarem de vez em quando.
Seu pai? Calmo, ponderado e coerente. Precisava aprender a não esperar dos outros o que ele faz por eles.
Seu irmão? Era o meu exemplo de bom-senso, com a pressão do dia-a-dia, não agüentou e se tornou um mala.
O que mais gosta de fazer? Me comunicar.
O que você sonhou na noite passada? Trabalho, creio eu...
Onde você está? No sofá da sala.
Onde você gostaria de estar agora? Na minha cama...
Onde você gostaria de estar daqui a seis anos? No sofá da minha sala.
Onde você estava há seis anos? No penúltimo ano de faculdade.
Onde você estava na noite passada? Em casa, dormindo depois de 5 dias com 10 horas de trabalho em cada.
O que você não é? Invejosa.
O que você é? Estouradinha e boazinha, ao mesmo tempo.
Objeto do desejo? Um notebook próprio.
O que vai comprar hoje? Nadinha. Próximas compras só quando o cartão virar.
Qual sua última compra? Para mim foi uma corrente, no geral, foi um medidor de pressão para papai e mamãe.
A última coisa que você fez? Trabalhei.
O que você está usando? Calça jeans e blusinha.
Na TV? Pantanal (respondi este questionário segunda, 10/11, às 23h)
Seu cachorro? O Luke, tranqueirinho como só, está dormindo no portãozinho, só esperando alguém bobear para ele escapar...
Seu computador? É o do meu pai.
Seu humor? Cansada, com a gastrite atacada depois de uma semana comendo só besteira...
Com saudades de alguém? Só uma saudadezinha gostosa do Lu.
Seu carro? Sou motorista reserva aqui em casa e eterna motorista da rodada, mas carro próprio eu não tenho.
Perfume que está usando? Não uso perfume. Só passei hidratante de castanha da Natura.
Última coisa que comeu? Salada e mousse de chocolate (definição de refeição balanceada para mulheres, certo?).
Fome de quê? Palmito, batata e tomate.
Preguiça de? Levantar e seguir com a vida.
Próxima coisa que pretende comprar? Planejado só o presente de aniversário do afilhoso - algo da família "Roti Uils".
Seu verão? Com ar-condicionado.
Ama alguém? Algumas pessoas, de várias maneiras...
Quando foi a última vez que deu uma gargalhada? Hj, ao voltar pro meu lugar no trabalho.
Quando chorou pela última vez? Chorar de verdade, de soluçar, não lembro. Ter águas nos olhos, sempre...


Peguei este meme no Síndrome de Estocolmo.

terça-feira, novembro 11, 2008

Versos

"Não facilite com a palavra amor. Não a jogue no espaço, bolha de sabão. Não se inebrie com o seu engalanado som. Não a empregue sem razão acima de toda razão (e é raro). Não brinque, não experimente, não cometa a loucura sem remissão de espalhar aos quatro ventos do mundo essa palavra que é toda sigilo e nudez, perfeição e exílio na Terra. Não a pronuncie."

(O Seu Santo Nome, C.D.A.)

segunda-feira, novembro 10, 2008

YT: Deep Purple - Sometimes I Feel Like Screaming

sábado, novembro 08, 2008

Musiquinha's

Bleeding Love
(Leona Lewis)

Closed off from love
I didn't need the pain
Once or twice was enough
And it was all in vain
Time starts to pass
Before you know it you're frozen

But something happened
For the very first time with you
My heart melts into the ground
Found something true
And everyone's looking round
Thinking I'm going crazy

But I don't care what they say
I'm in love with you
They try to pull me away
But they don't know the truth
My heart's crippled by the vein
That I keep on closing
You cut me open and I

Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
I keep bleeding
I keep, keep bleeding love
Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
You cut me open

Trying hard not to hear
But they talk so loud
Their piercing sounds fill my ears
Try to fill me with doubt
Yet I know that the goal
Is to keep me from falling

But nothing's greater
Than the rush that comes with your embrace
And in this world of loneliness
I see your face
Yet everyone around me
Thinks that I'm going crazy, maybe, maybe

But I don't care what they say
I'm in love with you
They try to pull me away
But they don't know the truth
My heart's crippled by the vein
That I keep on closing
You cut me open and I

Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
I keep bleeding
I keep, keep bleeding love
Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
You cut me open

And it's draining all of me
Oh they find it hard to believe
I'll be wearing these scars
For everyone to see

I don't care what they say
I'm in love with you
They try to pull me away
But they don't know the truth
My heart's crippled by the vein
That I keep on closing
You cut me open and I

Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
I keep bleeding
I keep, keep bleeding love
Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
You cut me open and I

Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
I keep bleeding
I keep, keep bleeding love
Keep bleeding
Keep, keep bleeding love
You cut me open and I
Keep bleeding
Keep, keep bleeding love

quinta-feira, novembro 06, 2008

Livro: Amor em Minúscula

"Desfrute as pequenas coisas, porque
talvez um dia você olhe para trás e se dê conta
de que eram as grandes coisas."

(Robert Brault)

Assim começa Amor em Minúscula. Felícia que sou, comecei a ler convicta que se tratava de história sobre bichos e seus donos... Na realidade, não é bem isso... A relação com o um bicho, no caso um gato, é somente o ponto de partida.

Samuel é um solitário professor adjunto - espanhol - de literatura alemã começa a ver a vida diferente a partir da chegada de um visitante que foi se instalando: Mishima, o gato. Por causa dele, entra na vida do professor, Titus, um vizinho rabugento, redator. Coisas aparentemente sem relação como um gato, um vizinho, um vislumbre no farol, uma foto velha achada num sótão, citações e um físico levam a história a lugares inesperados em busca de um significado, de um amor de infância, de si mesmo...

A doença do vizinho leva o protagonista a ser incumbido de redigir o trabalho pendente - Pequeno curso de magia cotidiana - , tendo que encontrar aspectos de si mesmo e do mundo que não percebia antes.

O título do livro faz referência a um dos capítulos deste livro, sobre a força das pequenas coisas e como elas podem levar a lugares antes não imaginados, na linha de uma corrente do bem. É uma obra diferente, o que não significa ruim, ao contrário, é muito bem construída sem seguir caminhos óbvios.





Título Original: Amor en Minúscula
Autor: Francesc Miralles
Editora: Record
Páginas:
288
Ano: 2006

quarta-feira, novembro 05, 2008

Blogging: What Color Is Your Psyche?




Your Psyche is Blue



You are deeply emotional and very connected to everything (and everyone) around you.

By simply understanding other people, you are able to help them heal and let go.

While you are a very deep and thoughtful person, you do have a very silly, superficial side.



When you are too blue: the weight of the world's problems hangs over you



When you don't have enough blue: you lack perspective and understanding




Daqui.

terça-feira, novembro 04, 2008

Versos : Sincero...

A Origem da Palavra Sincero
(Malba Taham)

A palavra SINCERA foi inventada pelos romanos.
Eles fabricavam certos vasos de uma cera especial.
Essa cera era, às vezes, tão pura e perfeita que os
vasos se tornavam transparentes.
Em alguns casos, chegava-se a se distinguir um
objeto - um colar, uma pulseira ou um dado -, que
estivesse colocado no interior do vaso.

Para o vaso assim, fino e límpido,
dizia o romano vaidoso:
- Como é lindo !!! Parece até que não tem cera !!!
'Sine cera ' queria dizer 'sem cera', uma qualidade
de vaso perfeito, finíssimo, delicado, que deixava
ver através de suas paredes e da antiga
cerâmica romana.
O vocábulo passou a ter um significado muito mais
elevado. Sincero, é aquele que é franco, leal,
verdadeiro, que não oculta, que não usa disfarces,
malícias ou dissimulações.

O sincero, à semelhança do vaso,
deixa ver através de suas palavras os nobres
sentimentos de seu coração.
SINCERA é uma palavra doce e confiável,
é uma palavra que acolhe...

E essa é uma palavra que deveria estar no vocabulário de toda alma.

segunda-feira, novembro 03, 2008

YT: Plunct, Plact, Zum!




(aka Raul Seixas - Carimbador Maluco)

domingo, novembro 02, 2008

Versos

"...Morte cotidiana é boa porque além de ser uma pausa não tem aquela ansiedade para entrar em cena É uma espécie de venda uma espécie de encomenda que a gente faz pra ter depois ter um produto com maior resistência onde a gente se recolhe (e quem não assume nega) e fica feito a justiça: cega Depois acorda bela corta os cabelos muda a maquiagem reinventa modelos reencontra os amigos que fazem a velha e merecida pergunta ao teu eu: “Onde cê tava? Tava sumida, morreu?” E a gente com aquela cara de fantasma moderno, de expersona falida: - Não, tava só deprimida..."


(Elisa Lucinda)

sábado, novembro 01, 2008

Musiquinha's

Black Night
(Deep Purple)

Black night is not right
I don't feel so bright
I don't care to sit tight
Maybe I'll find on the way down the line
That I'm free, free to be me
Black night is a long way from home

I don't need a dark tree
I don't want a rough sea
I can't feel, I can't see
Maybe I'll find on the way down the line
That I'm free, free to be me
Black night is a long way from home

Black night, black night
I don't need black night
I can't see dark night
Maybe I'll find on the way down the line
That I'm free, free to be me
Black night is a long way from home

sexta-feira, outubro 31, 2008

31/10 - Halloween





PS: Como a vida anda punk e a cunhada proporcionou essas fotos fofas, esse ano o post de Halloween são os meus sobrinhos, "Uta" e "Zizi".

Outubro Rosa






Obs: 1) Para não passar em branco algo que eu queria e deveria ter tido tempo para fazer direito.
2) Todas as fotos são minhas.
3) Aqui tem muito o que se ler.
4) Auto exame e doações de mamografias.
5) Sim, tem dias que esse blog mais parece um indexador de links, mas eu não ligo... rs

quinta-feira, outubro 30, 2008

Não sou professora de português, muito longe disto, mas como pego pouco tempo de metrô de cada vez e enjôo só de pensar em ler dentro do metrô, acabo prestando atenção no que acontece em volta... E praticamente todos os dias no metrô escuto variações de uma frase que sempre me fazem pensar nas aulas que tinha no cursinho e em perguntas de concurso... Para passar basicamente a mesma mensagem, já ouvi:

1) "Atenção usuário parado próximo à porta: ficar parado em frente à porta atrapalha o fluxo de entrada e saída" - confesso que, apesar de saber que não há câmeras nem microfones que levem o som dos vagões ao condutor, na primeira vez que ouvi esta, olhei para as portas do vagão em que estava para ver quem poderia estar fazendo algo de errado, pois há uma pausa estratégica antes da conclusão que dá a impressão (errada) de ser uma mensagem específica para alguém.

2) "Atenção! Usuário parado próximo à porta atrapalha o fluxo de entrada e saída" - claríssima, certo? Acho que passa a mensagem melhor que a anterior.

3) "Atenção usuário! Ficar parado próximo às portas atrapalha o fluxo de entrada e saída" - outra bem clara, com a mensagem bem definida.

Não sei qual é a regra para o uso dessas frases, mas como são já alguns anos estudando português para concursos públicos, não consigo deixar de achar que as frases 2 e 3 passam melhor a mensagem - por mais que tenham menos impacto - e nem de fazer um auto-exercício de uso de vírgulas e pontos cada vez que ouço cada variação... rs


PS: 1) Continuo ficando indignada e outras coisas com o excesso de propaganda e a falta de reais condições de sobrevivência digna dentro dos trêns do metrô em alguns momentos do dia.

2) Eu uso metrô porque trabalho em um horário diferente do normal. Ter como opções "horas parada no trânsito" e, literalmente, "colada a estranhos" dentro de um vagão seria algo complicado para mim...

quarta-feira, outubro 29, 2008

Blogging: 7 Songs

Mais um meme da Micha. Como não tinha mais exigências além de apontar as músicas, essa é a minha listinha:

01) Forever (Kiss)

02) All My Loving (Beatles)

03) Stuck In a Moment (U2)

04) A Kind Of Magic (Queen)

05) Not Enough (Van Halen)

06) The Winner Takes All (ABBA)

07) Better Man (Peal Jam)


Obs: Há um post, em 2005, com as minhas 10 músicas preferidas naquele tempo, com os trechos que me levaram a gostar tanto assim delas. Algumas entraram, outras mudaram de posição, mas a essência é a mesma. Aliás, eventualmente (adoro esta palavra) descubro músicas que passo a amar sem prejuízo às que já faziam parte da minha história.

terça-feira, outubro 28, 2008

Conselhos para a juventude

Warren Buffet, é um dos homens mais ricos do mundo. A seguir, alguns aspectos interessantes de sua vida. Não sei se isso é verdade, mas o que está escrito faz bastante sentido, por isso, publico aqui.


Vida de um bilionário

1. Comprou a sua primeira ação aos 11 anos, e hoje lamenta tê-lo feito tardiamente! As coisas eram baratas naquele tempo...
Incentive seus filhos a investirem.

2. Comprou uma pequena fazenda aos 14 anos, com as economias oriundas da entrega de jornais. Pode-se comprar muitas coisas com pequenas economias.
Incentive seus filhos a iniciarem algum tipo de negócio.

3. Ainda vive na mesma casa modesta, de 3 quartos , no distrito de Omaha, a qual comprou após se casar, 50 anos atrás. Diz ele que tem tudo o que precisa naquela casa. Sua casa não possui muros nem cercas.
Não compre mais do que você 'realmente precisa', e incentive seus filhos a fazerem e pensarem o mesmo.

4. Dirige seu próprio carro para todo lugar, e não tem motorista particular, nem equipe de segurança à sua volta.
Você é o que é...

5. Nunca viaja em jato particular, embora seja proprietário da maior companhia aérea privada do mundo.
Pense sempre num jeito de realizar as coisas de maneira econômica.

6. Sua empresa, Berkshire Hathaway, possui 63 companhias. Escreve apenas uma carta anual aos principais executivos destas companhias, dando-lhe as metas para o ano. Nunca promove encontros nem os convoca habitualmente.
Nomeie as pessoas certas para as missões certas.

7. Transmitiu aos seus executivos somente duas regras:
Regra nº 1: não perca nenhum centavo do dinheiro de seu acionista.
Regra nº 2: não se esqueça da regra nº 1.
Estabeleça metas e certifique-se de que as pessoas nelas se concentrem.

8. Não costuma freqüentar a alta-sociedade. Seu passatempo, após chegar em casa, é fazer ele mesmo um pouco de pipoca e assistir a televisão.
Não tente se mostrar, simplesmente seja você mesmo e faça aquilo que gosta de fazer.

9. Warren Buffet não usa telefone celular, nem tem computador sobre sua mesa.

10. Bill Gates, o homem mais rico do mundo, encontrou-se com ele, da primeira vez, cinco anos atrás. Bill Gates achava que nada tinha em comum com Warren Buffet. Portanto, programara seu encontro apenas por meia hora. No entanto, quando Gates o encontrou, este encontro perdurou por dez horas, e hoje em dia, Bill Gates o considera o seu guru.


Seus conselhos aos jovens:

Fique longe de cartões de crédito e empréstimos bancários, invista o seu dinheiro em você mesmo, e lembre-se:

A. O dinheiro não cria o homem, mas é o homem quem criou o dinheiro.

B. Viva a sua vida da maneira mais simples possível.

C. Não faça o que os outros dizem - ouça-os, mas faça aquilo que você se sente bem ao fazer.

D. Não se apegue às grifes famosas; use apenas aquelas coisas em que você se sinta confortável.

E. Não desperdice o seu dinheiro em coisas desnecessárias; ao invés disto, gaste nas coisas que realmente precisa.

F. Afinal de contas, a vida é sua ! Então, por que permitir que os outros estabeleçam leis em sua vida ?


"As pessoas MAIS FELIZES NÃO TEM, necessariamente, as 'MELHORES' COISAS. Elas simplesmente APRECIAM aquilo que tem."

segunda-feira, outubro 27, 2008

Democracia




PS: 1) Em dias pós-eleição, algo a se pensar.
2) Procurando textos sérios sobre o tema? Aqui tem.

YT: Stuck in a Moment

sábado, outubro 25, 2008

Musiquinha's

A Idade do Céu
(Zélia Duncan)

Não somos mais
Que uma gota de luz
Uma estrela que cai
Uma fagulha tão só
Na idade do céu

Não somos o que queríamos ser
Somos um breve pulsar
Em um silêncio antigo
Com a idade do céu

Calma
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu

Não somos mais
Que um punhado de mar
Uma piada de Deus
Ou um capricho do sol

No jardim do céu
Não damos pé
Entre tanto tic tac
Entre tanto Big Bang
Somos um grão de sal
No mar do céu

Calma
Tudo está em calma
Deixe que o beijo dure
Deixe que o tempo cure
Deixe que a alma
Tenha a mesma idade
Que a idade do céu
A mesma idade
Que a idade do céu

quinta-feira, outubro 23, 2008

Os 10 Mandamentos dos Médicos do SUS (SÓ DO SUS?)

1 - Se você não sabe o que tem, dê VOLTAREN;
2 - Se você não entende o que viu, dê BENZETACIL;
3 - Apertou a barriga e fez 'ahhnnn', dê BUSCOPAN;
4 - Caiu e passou mal, dê GARDENAL;
5 - Tá com uma dor bem grandona? Dê DIPIRONA;
6 - Se você não sabe o que é bom, dê DECADRON;
7 - Vomitou tudo o que ingeriu, dê PLASIL;
8 - Se a pressão subiu, dê CAPTOPRIL;
9 - Se a pressão deu mais uma grande subida, dê FUROSEMIDA!
10 - Chegou morrendo de choro, ponha no SORO.

E mais:

Arritmia doidona, dê AMIODARONA.. .
Pelo não, pelo sim, dê ROCEFIN.

E, se nada der certo, não tem neurose: É SÓ ESSA NOVA VIROSE !!!


Por email, da Jú.

quarta-feira, outubro 22, 2008

Blogging: 3 x 4

Bom, ninguém me indicou, mas como eu nunca espero (e nem indico) ninguém, vou brincar tb deste questionário que a Micha, partido do princípio que toda revista tem uma entrevista com os famosos no formato 3 x 4, transformou em memê.

Nome: Cristiane

Idade: 26 anos

Local de Nascimento: São Paulo, SP

Peso: 6kg acima do ideal

Altura: 1,63m

Apelido de infância: Cris

Qual é a sua maior qualidade? Estar sempre por perto.

E seu maior defeito? Ser esquentadinha.

Qual é a característica mais importante em um homem? Lealdade e Bom humor

E em uma mulher? Lealdade e noção de ridículo

Qual é a sua idéia de felicidade? Paz de espírito e as pessoas que eu amo por perto.

E o que seria a maior das tragédias? A água e o ar ficarem tóxicos ao ponto de não serem mais possíveis de garantir nossa sobrevivência.

Quem você gostaria de ser se não fosse você mesma? Não faço idéia...

E onde gostaria de viver? Em um sítio, com animais, um pomar, piscina e banda larga. rs

Qual é sua cor favorita? Vermelho

E o seu desenho animado? Tem vários... Depende do meu humor.

Quais são os seus escritores preferidos? Não sei se chego a ter um escritor favorito... Não há ninguém que eu siga religiosamente.

E seus cantores e / ou grupos musicais? Muitos outra vez... O top 3 tem Beatles, Queen e U2 (sem ordem definida de preferência)

O que te faz feliz instantaneamente? Cachorros.

Quais dons você gostaria de possuir? Hum... Não me vem nada à mente neste momento...

Tem medo da morte? Não da minha.

Quem é seu personagem de ficção favorito? Yoda.

Qual defeito é mais fácil de perdoar? Defeitos não são coisas a serem perdoadas e sim compreendidas e toleradas (ou não)...

Qual é o lema de sua vida? Viva bem e ajude quando puder.

Qual sua maior extravagância? Ainda não fiz nenhuma tão grande assim...

Qual sua viagem preferida? Florianópolis com a minha família em 2002

Se pudesse salvar apenas um objeto de um incêndio, qual seria? Meu notebook (incluídos no pacotes os pen drives).

Qual é o maior amor de sua vida? Tenho vários...

Onde e quando foi mais feliz? Sou feliz, mas não acho que tal momento tenha passado por mim ainda...

Qual é sua ocupação favorita? Depende do momento... Gosto de ler, ouvir música, assistir filmes, fazer nada, organizar coisas...

Pensa em ter filhos? Sim, claro.

Quantos? 3.

Um animal de estimação: genericamente, cachorros

Uma atividade física: natação, pena que não pratique mais tanto.

Um esporte: vôlei (apesar de nunca ter sido realmente boa nisto)

Um prato que sabe fazer: danete.

Uma comida que adora: purê de batata (aliás, praticamente qq coisa que leve batata)

Uma invenção tecnológica sem a qual não vive: internet.

Gasta mais dinheiro com: livros e dvds

Uma inabilidade: praticar qq esporte com bola.

O que não faria em nome da vaidade? Muitas coisas... Aliás, não faço quase nada em nome dela...

Uma mania: Cutucar. Em casos de ansiedade, acabo com a minha pele...

Uma saudade: a Babi

O primeiro beijo: lembro exatamente dele (onde, quando e com quem)...

terça-feira, outubro 21, 2008

Versos

O seu olhar
(Arnaldo Antunes)

o seu olhar lá fora
o seu olhar no céu
o seu olhar demora
o seu olhar no meu

o seu olhar seu olhar melhora
melhora o meu

onde a brasa mora
e devora o breu
onde a chuva molha
o que se escondeu

o seu olhar seu olhar melhora
melhora o meu

o seu olhar agora
o seu olhar nasceu
o seu olhar me olha
o seu olhar é seu

o seu olhar seu olhar melhora
melhora o meu

segunda-feira, outubro 20, 2008

YT: Echo & The Bunnymen - TheKilling Moon

sábado, outubro 18, 2008

Musiquinha's

Googdbye Stranger
(Supertramp)

It was an early morning yesterday
I was up before the dawn
And I really have enjoyed my stay
But I must be moving on

Like a king without a castle
Like a queen without a throne
I'm an early morning lover
And I must be moving on

Now I believe in what you say
Is the undisputed truth
But I have to have things my own way
To keep me in my youth

Like a ship without an achor
Like a slave without a chain
Just the thought of those sweet ladies
Sends a shiver through my veins

And I will go on shining
Shining like brand new
I'll never look behind me
My troubles will be few

Goodbye strange it's been nice
Hope you find your paradise
Tried to see your point of view
Hope your dreams will all come true
Goodbye Mary, Goodbye Jane
Will we ever meet again
Feel no sorrow, feel no shame
Come tomorrow, feel no pain

Now some they do and some they don't
And some you just can't tell
And some they will and some they won't
With some it's just as well

You can laugh at my behavior
That'll never bother me
Say the devil is my savior
But I don't pay no heed

And I will go on shining
Shining like brand new
I'll never look behind me
My troubles will be few
Goodbye stranger it's been nice...

sexta-feira, outubro 17, 2008

Women In Film



Atrizes, divas e estrelas desde o cinema mudo. São elas: Mary Pickford, Lillian Gish, Gloria Swanson, Marlene Dietrich, Norma Shearer, Ruth Chatterton, Jean Harlow, Katharine Hepburn, Carole Lombard, Bette Davis, Greta Garbo, Barbara Stanwyck, Vivien Leigh, Greer Garson, Hedy Lamarr, Rita Hayworth, Gene Tierney, Olivia de Havilland, Ingrid Bergman, Joan Crawford, Ginger Rogers, Loretta Young, Deborah Kerr, Judy Garland, Anne Baxter, Lauren Bacall, Susan Hayward, Ava Gardner, Marilyn Monroe, Grace Kelly, Lana Turner, Elizabeth Taylor, Kim Novak, Audrey Hepburn, Dorothy Dandridge, Shirley MacLaine, Natalie Wood, Rita Moreno, Janet Leigh, Brigitte Bardot, Sophia Loren, Ann Margret, Julie Andrews, Raquel Welch, Tuesday Weld, Jane Fonda, Julie Christie, Faye Dunaway, Catherine Deneuve, Jacqueline Bisset, Candice Bergen, Isabella Rossellini, Diane Keaton, Goldie Hawn, Meryl Streep, Susan Sarandon, Jessica Lange, Michelle Pfeiffer, Sigourney Weaver, Kathleen Turner, Holly Hunter, Jodie Foster, Angela Bassett, Demi Moore, Sharon Stone, Meg Ryan, Julia Roberts, Salma Hayek, Sandra Bullock, Julianne Moore, Diane Lane, Nicole Kidman, Catherine Zeta-Jones, Angelina Jolie, Charlize Theron, Reese Witherspoon, Halle Berry.

Mais uma dica do Favoritos.

quinta-feira, outubro 16, 2008

Versos

"O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém, desviamo-nos dele. A cobiça envenenou a alma dos homens, levantou no mundo as muralhas do ódio e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da produção veloz, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz em grande escala, tem provocado a escassez. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade; mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura! Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo estará perdido."

(Charles Chaplin, em discurso proferido no final do filme O grande ditador.)