quarta-feira, março 19, 2008

Crônica

Pensamentos negativos
(Vera Calvet)

Não faz tanto tempo que reclamar da vida, e falar a respeito das coisas negativas que acontecem em nosso dia-a-dia, era uma coisa natural. Nenhum de nós podia, sequer, supor o mal que estávamos fazendo a nós mesmos e aos outros agindo dessa forma.

Mas hoje em dia, já temos muita informação a esse respeito e pensar positivamente passou a ser uma forma de comportamento mental que buscamos obter. Mas o velho hábito é complicado de largar, ainda mais quando ligamos a TV e vemos muito mais coisas negativas nos noticiários do que positivas.

Sentimos-nos sem poder diante de tantas coisas ruins!

Realmente, existem coisas ruins e negativas acontecendo em nosso mundo, mas tudo vai depender da forma como você entenderá isso, de quanto sua vibração vai abaixar e de quanto o desanimo tomará conta de você!

Não dá para ser “Polyanna” e negar a existência do ruim, mesmo porque, o ruim existe porque existe o bom! Como você iria distingüir o que é bom em sua vida, se não existisse o que é ruim para comparar? Não ia dar! Não existiriam parâmetros! Você só sabe reconhecer o que é bom, porque reconhece o que é ruim.

Não digo com isso, que o ruim seja normal e que você deva aceitá-lo em sua existência! Não é nada bom e nem deve aceitá-lo como algo normal e banal em sua vida! Mas você não pode dar a ele, tanto poder assim, pois se der, como poderá vencer algo tão poderoso?

É fato que enquanto alguns estiverem pensando e agindo negativamente, sem amor, coisas ruins continuarão a acontecer! Mas você pode escolher fazer ou não, parte desse grupo!

Observe que nossas ações são conseqüência de nossos pensamentos, aliados a sentimentos que podem ser positivos ou negativos, dependendo do quanto nos autoconhecemos.Tudo inicia com o pensamento, que é traduzido pelo cérebro, por uma freqüência, uma onda que assume uma vibração determinada. Essa onda pode ser medida pelo eletroencefalograma, por exemplo. Portanto, se essa onda pode ser medida e captada pelo aparelho nesse exame, podemos entender que nosso pensamento “produz” eletricidade e assume algumas freqüências. Essa eletricidade cerebral é resultado da comunicação entre os neurônios. Nós pensamos em forma de eletricidade com freqüências mensuráveis. E essas freqüências, podem interferir positivamente ou negativamente nas freqüências da matéria, nos eventos de nossa vida. Compare isso, com o efeito que acontece quando passamos na frente da antena interna da TV, e a imagem e o som sofrem interferências de nosso campo magnético.

A matéria interage com as freqüências, pois a matéria é composta de freqüências também.

Nós, nossa mente e a matéria que nos rodeia, somos feitos da mesma coisa, do mesmo material e interferimos uns com os outros! A matéria, de certa forma, obedece, se agrega, se arruma à volta de nosso campo magnético. Os eventos são atraídos até nosso campo. Que tipo de eventos, estamos atraindo? A mesma freqüência em que estiverem nossos pensamentos. Eventos positivos ou negativos? Pensamentos positivos ou negativos.

Durante seu dia, observe se lá no fundo de sua mente existe algum pensamento negativo, como o de que algo sairá errado, que você não merece ou não consegue o que deseja, etc? Esses são os vilões do seu dia! Assim que notar que esses pensamentos estão em ação, mude o foco rapidamente para algo bom e prazeroso, retirando o poder do foco negativo!

Esteja consciente de seus pensamentos, pois eles são o ponto de partida para seus sentimentos e também são os responsáveis de suas ações subseqüentes. São seus pensamentos que decretam como será sua vida!

Se e fato que existem coisas ruins, também é fato que existem coisas boas em sua vida e no mundo! Depende de você, se dará mais poder e valor ao ruim do que ao bom!

Deseje sempre as melhores freqüências a você!

Um comentário:

luma disse...

Cris, eu conheço gente que vê coisa ruim até em coisa boa. É algo sintomático! (rs*)
Crescer é isso! Assumir responsabilidades e contornar os problemas que a vida nos apresenta.
Feliz dia do blogueiro!! Beijus