segunda-feira, novembro 19, 2007

Lojas virtuais

Este post ficou enorme, mas eu precisava falar tudo isso... Estou desiludida com as lojas virtuais. A entrega de algumas tem sido deficiente e o atendimento que tenho recebido tem deixado muito a desejar... Sou cliente (e entusiasta) delas desde que comecei a entrar na internet. Pagar e receber sem sair de casa ou pegar filas? Contem comigo!!!

Já recebi produtos em pré-venda antes do lançamento, tive descontos, cupons presentes... Tb já pedi coisas que se esgotaram durante o processo e "produtos em busca" que realmente se esgotaram, tendo que optar entre escolher outra ou passar uma conta por email para ter o dinheiro de volta (no caso de cartão de crédito eles extornam o valor simplesmente); já pedi coisas que chegariam em até 3 dias e levaram quase 1 mês (fui devidamente comunicada do fato quase todas as vezes em que isto aconteceu) etc.

Até agora não fui lesada, mas tb sou meio cricri, costumo comprar somente de empresas muito conhecidas ou me informo muito sobre as menos conhecidas. Justamente por isso não esperava o que aconteceu comigo nesta primeira quinzena de novembro. Uma determinada empresa fabricante de eletrônicos começou, não sei bem exatamente quando, a vender seus produtos no próprio site, com condições e preços melhores que os revendedores. Não vou citar nomes, já fiz uma reclamação para eles (menos formal do que eu queria, queria um sac, uma ouvidoria algo do tipo, serviço que o povo do call center desconhece).

Fui toda feliz comprar a minha tão sonhada máquina digital num sábado, diretamente do fabricante, com um cartão que tinha limite para tanto e fiquei esperando o contato deles, por qualquer motivo que fosse. Estranhando o silêncio deles, entrei todos os dias na página do pedido para verificar o status, que permanecia "pedido sob análise". Encucada por já ter passado 4 dias sem retorno, resolvi ligar... Surpresa 1: o call center atende somente de segunda a sexta, das 8h às 18h. Mandei mensagem pelo Fale Conosco e fiquei esperando.

Na segunda da semana seguinte, cansada de esperar, levei o telefone deles para o trabalho e liguei... Surpresa 2: meu pedido tinha sido cancelado pela falta do envio do comprovante de residência para liberação do mesmo. Virei bicho!!! Como assim, se eles não tinham entrado em contato comigo? Segue diálogo:
- Tentamos o contato e deixamos recado na caixa postal do número tal, senhora.
- Como se este número não é meu? Ele é uma inversão do meu número residencial.
- Foi este o número que a senhora digitou no cadastro...
- Tudo bem, mas vcs tinha o meu celular correto e o meu email pelo qual já tinham se comunicado comigo...

Segue discussão, que não vem ao caso... Ainda bem que nenhuma chefe estava no departamento... Tambem perguntei sobre o email que tinha mandado que, surpresa 3, tinha sido respondido de maneira super mecânica naquele mesmo dia, depois do meu contato, claro, acrescentando que em caso de dúvidas ou novas compras, poderia entrar em contato novamente.

Mandei um email gigantesco em resposta, o qual voltou porque, afinal, estes emails de fale conosco são só para enviar e descobri que devo mandar a nova reclamação tb pelo fale conosco. Caso não caiba, devo mandar duas ou mais mensagens seguidas.

Em síntese, escrevi que entendo a parte deles e assumi que posso ter errado no número do meu próprio telefone (por mais que na página da cobrança estivesse errado e na da entrega certo e eu só tenha escrito uma vez). Expus fatos como:
- na falta de pagamento, a partir do mesmo aprovado pela operadora do cartão ser problema da mesma, não da loja;
- meu nome estar limpinho e cheirando a talco;
- reafirmei que não teria problema nenhum em fornecer o comprovante que eles queriam, caso tivessem tido algum empenho em falar comigo;
- salentei que a comunicação por email é interessante mesmo para eles porque consiste em prova documental (ou algo do tipo);
- critiquei o fato de uma empresa de tal porte não ter plantonistas;
- e, concluindo, lamentei o atendimento que recebi, salientando que não compro mais nada da marca.

Isso porque eu não vou nem falar do cartão do Submarino que, depois de muito me encher o saco não aprovou o meu cadastro... So sorry, formalmente tenho só paitrocínio...

Mereço essas coisas, né? Vai ver é para ver se deixo de ser consumista... rs

Um comentário:

Eduardo Mesquita disse...

Cris,

Bote a boca no mundo!
Divulgue (de forma justa) o nome do comerciante. Serve de castigo pro mau lojista e de alerta para consumidores incautos.
Ando com sorte, as compras que fiz na Americanas.com sempre deram certo, chegaram no prazo, tudo OK.

Há braços

Eduardo