sexta-feira, agosto 24, 2007

Post Comunitário: O último a saber

Raramente abro exceção e posto mais de uma vez no dia, mas gostei essa postagem coletiva... Sem contar que o post de hj foi pequenininho, vai... Bom, vi sobre a postagem no Luz de Luma, da querida Luma Rosa. E quem começou com a idéia foi a Micha. A pergunta é:

"Você já foi o(a) último(a) a saber algo que lhe dizia respeito? Demissão, término de um namoro, traição de amiga ou namorado, morte de um ente querido? Se sentiu traído? Como reagiu ao saber?"

Demissão? Não... Todas foram em consenso...

Morte de ente querido? Já descobri a morte de uma pessoa que eu amava muito da pior maneira possível... Aliás, amanhã faz 6 anos... Mas não fui a última a saber.

Traição de amigas? Não... Tenho poucas amigas de verdade, mancadas acontecem, mas traição não me recordo...

Namoros? Não sou realmente alguém que tenha tido muitos namoros na vida... Mas o primeiro terminou em algo parecido com "ser a última a saber"... Não era apaixonada pelo menino nem nada, ele ficou atrás de mim uns 3 anos e eu estava só passando o tempo, tinha uns 17 anos, estava fazendo vestibular... Ele simplesmente sumiu no fds antes da Fuvest, para ir ao boliche com um povo que nem era amigo dele. No Domingo nada... Na Segunda ele me ligou, perguntou como foi a prova e disse, à queima-roupa, "acho que deveríamos dar um tempo porque eu estou ficando com outra pessoa"...

Como me senti? Meu orgulho ficou um bocado ferido... rs

A minha reação? Quando desliguei o telefone, eu ri. Juro que estava pensando em terminar por causa da mancada do fds... Fiquei p**a com irmão e amigos que viram/sabiam/perceberam algo estranho e, por razões que vão de super proteção a distração, não me falaram nada. Quanto a ele, indiferença total. Convivi socialmente com o ex enquanto ele morou por aqui, mas nem ligava para a presença dele. E a fila andou e rápido (como sempre acontece nessa idade rs).

Uns dois ou três anos depois, conversando com colegas de trabalho, chegamos a um conclusão interessante... Gente (update: de um modo geral homens que têm medo de possíveis lágrimas) que termina relacionamento por telefone tem medo de não conseguir fazer ao vivo. Especialmente quando se mora na mesma rua.

5 comentários:

Micha disse...

é fogo...eu já terminei um namoro por telefone, mas é q estava loucamente apaixonada por outro...e o namorado estava viajando, e eu nao queria perder termpo..q horror...coisas de quem tem 16 anos.



Obrigada por participar do post comunitário. q bom q abriu exceção. sinta-se a vontade pra participar sempre, ele é quinzenal.
Não deixe de visitar os outros participantes também.

...... @@ ......... um abraço
....@(`;`)@........e um ótimo
0==/--\\\\==0.....fim de semana
...../___\\\\...........
....._| |_...........beijossss

tati sabino disse...

é..não é fácil, mais ainda bem que a gente supera isso tudo, né?!...
ótimo fim de semana, bj.

Lulu disse...

Odeio ser a ultima saber das coisas viu..
Big beijos

luma disse...

Cris, coisas da idade? Vejo gente "velha" terminar relacionamentos por telefone.
Confesso que já fiz isso, como também deixei de atender a pessoa, sem coragem para terminar. Por não querer magoar você acaba magoando mais ainda. Como disse lá no 'luz', falta honestidade principalmente com nós mesmos!
Bom fim de semana! Beijus

*Fernanda* disse...

Eu já terminei um namoro por telefone... E nem foi por culpa minha... Mas enfim...

Beijos!